queridos pet's

PitaPata Cat tickers PitaPata Cat tickers PitaPata Cat tickers> PitaPata Cat tickers PitaPata Cat tickers

terça-feira, 8 de setembro de 2009

E fica...

Continuando o assunto...
"Se lembra quando a gente chegou um dia a acreditar que tudo era pra sempre sem saber que o pra sempre sempre acaba. Mas nada vai conseguir mudar o que ficou"...
Esses dias escrevi isso pros meus amigos, e como tem a ver com o texto do Caio, vou compartilhar aqui (recebi um texto que falava de uma síndrome dos 20 anos e meu comentário é baseado no texto):
É, tem mesmo essa fase... não com todos os itens para todo mundo, mas... Enfim, pra mim durou dos 22 até metade dos 24 (o tal do mestrado...) quando aos poucos a melancolia começou a virar doce saudade, aí me dei conta de que o passado não volta e o negócio é ir adiante... então, começa a busca pela serenidade... e agora, com 25, esta fase basicamente superada, continua a fase da busca pela serenidade... (-:
Como acontece com tudo na vida: PASSA! E engraçado que ontem eu comentava com a minha mãe algo semelhante... Pensei na possibilidade de um dia voltar a Santa Maria, para trabalhar. Sei que tudo seria diferente, eu seria diferente... Meus amigos, pouquíssimos ainda estão lá e com vidas muito diferentes, assim como eu. E daí me veio aquela música, pensando em cada um num canto (Porto Alegre, Rondônia, Mato Grosso do Sul/ futuramente, Caxias, etc.): "Meus bons amigos, onde estão? Notícias de todos, quero saber... Cada um fez sua vida de forma diferente..." E daí a gente fica pensando: e se pudéssemos manter-nos juntos, bem perto fisicamente (porque aqueles que mais nos valem, sempre mantemos algum tipo de contato)? Será que seríamos sempre os mesmos jovens loucos por tudo ao redor? Não funcionaria; cada um realmente tem que seguir o curso do seu próprio rio. Crescer é inevitável, meus caros; e se não acontecesse, se continuássemos nas nossas loucuras, na certa não teríamos as doces e saudosas lembranças que hoje temos.

4 comentários:

josmael disse...

Primeiro, Parabéns pelo Blog, sei que vc fará belo uso dessa ferramenta. Segundo, eu estou entrando na "Sindrome dos vinte e tantos", com todas implicações que isso traz.E, claro sempre na busca da serenidade. Uma hora a gente cansa de saber que o "pra sempre, sempre acaba". Mas temos que ver o mais obvio e simples de tudo: cada dia, é outro dia. Se o de hj valeu tanto a pena como o de ontem, então porque ter medo de outro novo dia? Alguns "ontens" atras estava muito desanimado com algums passos que dei, outros passos, principalmente os dos "ontem" mais recentes me deixam cada dia mais feliz, experimento uma felicidade que a muito eu nao sentia, estou reaprendendo a volorizar o simples, e como que na vida não é preciso ter tudo, mas ter as coisas certas. Hj substituo as "coisas" por alguem, por um unico alguem, e que está distante de ser qualquer alguem, é alguem que me faz sentir que tenho tudo. Ainda posso substituir "coisas" por Eles, não sao poucos 'eles', e estao longe de serem qualquer 'eles', sao 'eles' que nos lembram como é bom viver, embora estejamos, como voce lembrou longe dos 'eles'. 'eles' nossos amigos. Bjos Leti.

Boris disse...

Parabéns pelo blog, quero ir acompanhando ele aqui, coloca um link no teu orkut tb, e sempre q atualizar da um toque pelo mail q quero acompanhar teus devaneios de perto como nossas pirações em SM ou em POA.
Beijinho e o show tem q continuar.

Andri disse...

Oi Estrelinha :D

Parabéns pela iniciativa, tu escreve super bem, tenho certeza que isto vai te incentivar a escrever mais!

E pode contar com o meu apoio, estarei sempre por aqui compartilhando pensamentos! Quem sabe eu me inspiro e sigo este caminho também, sabe que eu adoro escrever (será isto típico das Sociais? Ou das pessoas que tem câncer pelos signos? :D)

Beijooos!

Leti Abreu disse...

Queridíssimos, obrigada... Espero que continuem acompanhando e comentando...