queridos pet's

PitaPata Cat tickers PitaPata Cat tickers PitaPata Cat tickers> PitaPata Cat tickers PitaPata Cat tickers

sexta-feira, 26 de março de 2010

Pensamento de Gandhi (2)

1-"Não-violência não quer dizer renúncia a toda forma de luta contra o mal. Pelo contrário. A não-violência, pelo menos como eu a concebo, é uma luta ainda mais ativa e real que a própria lei do talião - mas em plano moral".

2-"Creio que a não-violência é infinitamente superior à violência, e que o perdão é bem mais viril que o castigo..."

3- "Democracia e violência não podem coexistir. É blasfêmia dizer que a não-violência só pode ser praticada por indivíduos e não por nações compostas de indivíduos".

4-"O mundo mão é totalmente governado pela lógica; a própria vida envolve certa espécie de violência, e a nós nos compete escolher o caminho da violência menor".

5- "Quero um socialismo puro como um cristal. São precisos, portanto, meios puros como o cristal para consegui-lo. Meios impuros resultam num fim impuro. Não obteremos a igualdade entre o príncipe e o camponês cortando a cabeça do camponês. Cortar cabeças não pode equiparar quem dá trabalho e quem é assalariado. Só os socialistas, sinceros, não-violentos e puros de coração conseguirão instaurar uma sociedade socialista na Índia e no Mundo".

6-"Não devemos considerar ninguém como irrecuperável. Devemos procurar compreender a psicologia de quem faz o mal. Muitas vezes é vítima das circunstâncias. Com a paciência consegue-se conquistar alguém para a causa da justiça. Não devemos, além disso, esquecer que também o mal é alimentado com a colaboração, querida ou não, do bem. Só a verdade se mantém por si só. Em última análise, devemos vencer o adversário isolando-o completamente e privando-o de nossa colaboração".

7-" A única coisa que as nações do Ocidente ensinaram ao mundo, com letras de fogo, foi que a violência não leva nem à paz nem à felicidade. O culto da violência não tornou felizes, nem melhores, aqueles com quem entraram em contato".

8-"É injusto e imoral tentar fugir às conseqüências dos próprios atos. É justo que a pessoa que come em demasia se sinta mal ou jejue. É injusto que quem cede aos próprios apetites fuja às conseqüências tomando tônicos ou outros remédios. É ainda mais injusto que uma pessoa ceda às próprias paixões animalescas e fuja às conseqüências dos próprios atos."

9-"Aprendi, graças a uma amarga experiência, a única suprema lição: controlar a ira. E do mesmo modo que o calor conservado se transforma em energia, assim a nossa ira controlada pode transformar-se em uma função capaz de mover o mundo. Não é que eu não me ire ou perca o controle. O que eu não dou é campo à ira. Cultivo a paciência e a mansidão e, de uma maneira geral, consigo. Mas quando a ira me assalta, limito-me a controlá-la. Como consigo? É um hábito que cada um deve adquirir e cultivar com uma prática assídua."

10-"Não quero que minha casa seja cercada por muros de todos os lados e que as minhas janelas esteja tapadas. Quero que as culturas de todos os povos andem pela minha casa com o máximo de liberdade possível."

11-"Quem sabe concentrar-se numa coisa e insistir nela como único objetivo, obtém, ao cabo, a capacidade de fazer qualquer coisa."

12-"A verdadeira educação consiste em pôr a descoberto ou fazer atualizar o melhor de uma pessoa. Que livro melhor que o livro da humanidade?"

13-"Por educação entendo a extrinsecação completa do melhor que existe na criança e no homem: corpo, mente e espírito. Aprender a ler e escrever não é o fim da educação nem o princípio. É apenas um dos meios pelos quais se podem educar o homem e a mulher".

14-"A instrução literária, por si só, não aumenta uma polegada a evolução moral de ninguém. A formação do caráter é indispensável à instrução literária".

15-"Gostaria de desenvolver as mãos, o cérebro e a alma das crianças. As mãos estão quase atrofiadas. Também a alma foi descuidada".

16-"Um pai sábio deixa que os filhos cometam erros. É bom que, de quando em quando, queimem os dedos".

17-"Quanto à curiosidade das crianças pelos fatos da vida, devemos esclarecê-las se os conhecemos, e admitir a nossa ignorância quando não o conhecemos. Se uma coisa não deve ser dita, devemos controlá-las e pedir-lhes que não façam tais perguntas a outrem. Nunca devemos evitá-las. Sabem mais do que possamos pensar. Se não sabem uma coisa e nos recusamos a dizer-lha, elas procurarão sabê-la de outro modo ambíguo. Mas se determinada coisas deve ser-lhes escondida, devemos correr este risco".

18- "A economia que ignora ou descuida dos valores morais, é falsa. A extensão da lei da não-violência à esfera econômica significa a introdução dos valores morais como fatores a serem considerados no regulamento do comércio internacional".

19-"Não consigo imaginar nada de mais nobre e patriótico do que isto: uma hora por dia, por exemplo, todos deveriam executar o trabalho que fazem os pobres. Assim nos indentificaríamos com eles, e por eles com toda a humanidade. Não consigo imaginar melhor adoração a Deus que trabalhar em seu nome pelos pobres, como os pobres".

20-"Odeio o privilégio e o monopólio. Para mim, tudo o que não pode ser dividido com as multidões é "tabu"."

21-"O mundo pode rir pela fato de eu me despir de toda a propriedade. Para mim foi positivo. Gostaria que as pessoas participassem do meu despojo. É o tesouro mais precioso que possuo. Talvez por isso seja justo dizer que, embora pregue a pobreza, eu sou rico".

22-"É fácil falar de Deus enquanto estamos sentados, após um gostos almoço e à espera de um jantar ainda melhor. Mas como posso falar de Deus às multidões que devem aguentar sem duas refeições por dia? Para eles só pode aparecer sob a forma de pão e manteiga".

2 comentários:

Boris disse...

Pq não aceitam ele na "academia" como sociólogo?
Isso me revolta tb.

Leti Abreu disse...

Ele era formado em Direito...